17.1.08

O nascimento e a morte



A morte devia ser celebrada como o nascimento: Um dia de alegria e de graça pela Vida. Por uma vida vivida e repleta de partilhas e memórias. Uma Vida que começa e uma Vida que parte.
Aceitamos bem esse início, mas não essa despedida, porque somos demasiadamente humanos para aceitar um fim, um ponto final, um "nunca mais ver". Todos sabemos de antemão que nascemos e morremos, que a passagem pela vida é breve, contudo a morte continua a ser tabu, uma dor desoladora que nos consome, nos entristece e nos rouba aquele sorriso que insistiamos em mostrar de vez em quando porque acreditávamos que a vida nos contemplava com coisas boas. A vida roubou-nos um pai, um marido, um amigo, uma companhia insubstituível, um avô inesquecível que apenas as memórias lhe poderão fazer jus. E a nós resta-nos falar-te dele minha filha e contar-te o quão grande era o seu coração, mas nem isso será preciso contar-te pois vê-se espelhado em cada filho, na sua própria e única maneira bondosa de ser.
Um dia após a sua morte, sonhei que estavamos todos em familia em despedida. Em partilha. Todos contentes e alegres pois ele ia partir, contudo disse-nos que estava bem e que nós também ficariamos bem. Todos aceitamos isso com uma naturalidade impossível de existir no nosso mundo real. Contudo, esse sonho transmitiu-me uma calma e serenidade até então jamais sentidas, e fez-me acreditar que existe algo para além de tudo isto. O segredo é saber acreditar nisso. Querido A. esteja onde estiver vele por nós. Estará sempre connosco.

22 comentários:

PM disse...

Uma beijoca grande e um abraço!!!

sol13 disse...

Um beijinho muito grande cheio de força e carinho para vocês e o resto da familia.
A vida é injusta, cruel, não deveria de ser assim.

Mas pensa que aquela estrelinha que está lá em cima a brilhar é o avô, o marido, o pai que está a olhar para vocês com um enorme sorriso na sua face.

Bjokas

Tulipa disse...

Muita força amiga! Um beijo enorme e um abraço apertado para ti e para os teus.

Bjs

Fatima disse...

Um beijo enorme...

Sandra e Amaro disse...

Um abraço m,uito grande para vcs

Tânia disse...

Um beijo grande grande

Sem Desistir disse...

Nem toda a gente consegue encarar da melhor forma a morte. Felizmente, consegui com a morte do meu Pai. Doeu-me, dói-me e há-de doer sempre, mas acabamos por nos habituar-mos à ausência, aquele lugar vazio e é triste, muito triste. Mas...é a vida...
Os meus sentimentos. Ofereço-te a minha amizade e solidariedade.
Um abraço bem apertadinho

Mãe Babada disse...

Os meus sentimentos pela tua perda. Espero que tenhas muita força para enfrentar este infelicidade.

Beijinhos de amizade

eu-sei-lá disse...

Um xi apertado e uma beijoca para vocês!
Ruth+Diogo

Mãe da Rita disse...

Um grande beijo para vocês, há perdas que são inevitáveis mas nunca se aceitam.MJ

Marita disse...

Um grande beijo cheio de carinho.

Monica disse...

Beijinho grande minha querida, para todos.

Andrea disse...

Um abraço forte e apertado!
Bjo!

Mamã-tia disse...

Um xi apertadinho de quem sai daqui com as lágrimas nos olhos...

Beijinhos carinhosos

Patusca disse...

Um beijo e muita força...

joana disse...

Um abraço muito apertado!

Mamã dos Diabinhos disse...

Um beijo com muita força.

Mãe e filho disse...

Nestas horas nunca sem o que dizer. Só quero que saibas k podes sempre contar comigo. Um beijo.

Sonia&Mi disse...

Há um ditado que gosto muito que diz isso mesmo que acabas de escrever "p´la alegria da vida, não se deve chorar a morte"

um beijo grande!

Manela disse...

Um beijo grande com mt carinho

Chana disse...

Um xi apertado para todos voces netse momento de dor

Helena Balan disse...

que pena
mas como é que ha-de lidar com a morte?
esta certa em cada vida

mas adorei ler o teu post
espero que sintas mesmo o que escreveste ... pois ficarias mais tranquila