14.6.10

4 anos de ti


Estás demasiado crescida, já me respondes a tudo com outra intenção, queres ajudar-me a fazer tudo, ainda ontem me dizias "mamã sabes mesmo o que me apetece fazer sabes? Brincar" ás 22 horas da noite...não acredito que já passaram 4 anos, parece que foi ontem que entraste nas nossas vidas assim de repente, sem pedires licença, e somos muito felizes por este novo mundo que nos proporcionaste.

Hoje não vou falar de ti pois as palavras não chegam para descrever o que sinto, como sempre, isto de ser mãe como tudo, tem as suas vantagens e desvantagens, mas a verdade é que olhando para trás, dou-me conta do quanto tenho sido feliz nestes últimos 4 anos...

Uma criança de 4 anos deve saber:

  1. Ela deve saber que é amada sempre e incondicionalmente.
  2. Ela deve saber que está segura e que se deve sentir segura em público, com outras pessoas e em diversas situações. Que pode confiar nos seus instintos e que nunca tem de fazer o que não ache correcto, independentemente de quem pedir. Deve saber os seus direitos pessoais e que a sua familia o apoia sempre.
  3. Deve saber rir, fazer palhaçadas, e usar a imaginação. Deve saber que não faz mal pintar o céu de laranja e que os gatos podes ter 6 patas.
  4. Deve ter os seus próprios gostos e interesses e segui-los. Se ela não quer aprender os números, os pais devem saber que ela logo os aprenderá e que agora é tempo de desenhar, brincar e inventar coisas.
  5. Deve saber que o mundo é mágico e que ela também o é. Deve saber que é uma pessoa espectacular, criativa, inteligente e maravilhosa. Deve saber que é melhor brincar lá fora a fazer bolos de terra do que praticar as vogais.

Mais importante ainda, o que os pais devem saber:

  1. Que cada criança tem o seu ritmo para andar, falar, ler ou fazer contas.
  2. Que o melhor que podemos fazer é ler-lhes uma história todas as noites. Não é oferecer-lhes brinquedos caros.
  3. Que ser o aluno mais inteligente não quer dizer que seja o mais feliz. Estamos tão empenhados em dar-lhes tarefas que por vezes esquecemo-nos que tudo reside na simplicidade das coisas e de lhes proporcionarmos uma infância simples, mas feliz.
  4. Que as nossas crianças merecem estar rodeados de livros, da natureza, e da liberdade para explorá-los. Incentivá-los a brincar com massa e terra.
  5. Que as nossas crianças necessitam mais de nós. Estamos sempre a dizer que temos de cuidar de nós de modo a poder cuidar melhor deles, mas a verdade é que eles precisam de nós muito mais do que possámos pensar.
  6. Precisam de pais que se sentam com eles e escutem o que têm para dizer, de mães que façam bolos com elas, que ambos façam palhaçadas com eles. Mesmo que dê mais trabalho, necessitam de fazer o jantar connosco, necessitam de saber que somos uma prioridade na vida deles e que nós gostamos de facto de estar com eles.

Afinal do que necessita uma criança de 4 anos?

Muito menos do que possámos pensar e muito mais...

1 comentário:

Catarina M. disse...

Muitos muitos parabens Laurinha!
Beijinhos e muitas felicidades